[NOTÍCIAS DA IGREJA]

O Papa ao clero de Cesena: a vocação jamais se aposenta

A segunda etapa da visita do Papa a Cesena foi na Catedral da cidade. No caminho, abençoou e inaugurou, junto com o Prefeito, a placa dedicada ao Papa Pio VI.

Já dentro da Catedral, depois de cumprimentar os enfermos presentes, Francisco pronunciou seu discurso ao numeroso clero da cidade, consagrados, membros do Conselho das Pastorais e da Cúria, como também representantes das paróquias.

O Bispo de Roma expressou sua solidariedade pelo compromisso do clero de evangelizar, “anunciando e testemunhando, com alegria, o Evangelho”. Um compromisso que deve abranger aqueles que vivem à margem da sociedade, que mais precisam da misericórdia de Deus, sobretudo os jovens.

O Papa disse que, no Evangelho e no coerente testemunho da Igreja, os jovens podem encontrar aquela perspectiva de vida que os ajuda a superar os condicionamentos de uma cultura subjetivista, e os abra a propósitos e projetos de solidariedade.

Por outro lado, afirmou Francisco, hoje, percebe-se a necessidade de restabelecer o diálogo entre os jovens e os idosos, entre os jovens e os avós. As pessoas idosas se aposentam, mas a sua vocação não, pois eles dão, especialmente aos jovens, a sabedoria da vida.

Devemos fazer com que os jovens entrem em contato com os idosos, que se encontrem com eles. Por isso, o Papa recomendou que, nas paróquias e nos grupos paroquias, os jovens sejam educados e encaminhados a este diálogo com as pessoas idosas. Este diálogo, fará milagres.

Aqui, o Papa recordou a próxima Assembleia do Sínodo dos Bispos, que abordará precisamente o tema: “Jovens apóstolos entre os jovens”. Uma Igreja atenta aos jovens – afirmou – é uma Igreja doméstica, que acompanha o trabalho das famílias “na educação à afetividade e ao amor”. E o Papa concluiu:

“Trata-se de um trabalho que o Senhor nos pede, sobretudo em nosso tempo, onde a crise e as dificuldades atingem de modo particular o núcleo familiar e a sociedade. Por isso, Ele nos convida a sermos testemunhas e mediadores entre as famílias e a juventude”.

Por fim, após ter saudado, abençoado e encorajado os sacerdotes, os consagrados, os diáconos e os fiéis leigos, o Santo Padre deixou, de helicóptero, a pequena cidade de Cesena e se transferiu para a grande cidade de Bolonha, segunda etapa da sua Visita Apostólica em território italiano.

Fonte: http://www.news.va/pt/news/o-papa-ao-clero-de-cesena-a-vocacao-jamais-se-apos