[NOTÍCIAS DA IGREJA]

 

As Igrejas devem ser bonitas porque as igrejas feias são ruins para nossas almas

 

 

A beleza realmente está “no olho de quem vê”?

Não, a beleza objetiva existe, e devemos tornar as igrejas lindas, diz Brian Holdsworth, um católico americano com grande influência nas redes sociais, em seu novo vídeo.

Um dos seus argumentos para a objetividade da beleza é o fato de que a beleza é um dos três transcendentes clássicos (verdade, bem e beleza) que encontram sua base em Deus. Em outras palavras, Deus é a própria beleza, o que significa que a beleza é tão objetiva quanto Deus é.

“Os edifícios que designamos para concentrar nossa atenção em Deus devem refletir sua beleza. E não apenas porque seria bom, mas porque Deus pode usar isso para revelar-se a nós”.

O movimento da arte moderna destruiu intencionalmente as “velhas tradições da civilização, incluindo a religião”, diz Holdsworth, e “transformou a arte em algo auto-gratificante, confuso, relativista e muitas vezes utilitário”. […] Isso remete para essa idéia de que somos os mestres da beleza; que definimos o que é a beleza “.

Como resultado, a arte moderna “definitivamente não pertence aos espaços que reservamos para encontrar Deus”.

Os cristãos, ele conclui, devem “contratar designers cristãos que permitirão que o Espírito Santo crie edifícios bonitos que as pessoas vão querer visitar as gerações a partir de agora , sejam eles cristãos ou não, em vez desses infortúnios modernistas que ninguém vai querer pisar em 30 anos depois de saírem da moda “.

 

Disponível em churchpop <http://pt.churchpop.com/as-igrejas-devem-ser-bonitas-porque-as-igrejas-feias-sao-ruins-para-nossas-almas/> acessado em 16 de agosto de 2017.