Sacerdócio: dom que o Senhor não deixa de oferecer

O dom da vocação sacerdotal é um tesouro precioso concedido pela infinita bondade de Deus e guardado pela Igreja com o máximo de cuidado e respeito, pois ela em primeiro lugar vive deste mistério da fé, se nutre dele. Neste sentido, em todo lugar as instituições eclesiásticas que se destinam à formação dos futuros sacerdotes devem se empenhar em transmitir o imenso patrimônio espiritual, teológico e cultural que constitui o vínculo de união entre os sacerdotes de todos os tempos da Igreja e os sacerdotes de amanhã.

É verdade que as últimas estatísticas direcionadas a compreender o crescimento/decrescimento do número de vocações sacerdotais na Igreja universal acendem um alerta modesto em relação ao caminho que se deve traçar para que este ministério não falta aos que dele necessitam, seja no Brasil que em todo o mundo (cfr. Anuário Pontifício 2018; Annuarium Statisticum 2016).

Reconhecendo o valor infindável e importância do ministério sacerdotal para o desenvolvimento do carisma a ela confiado por Deus, a Comunidade Católica Palavra Viva busca formar seus membros destinados ao ministério ordenado em conformidade com a Tradição da Igreja, na escuta da voz do Santo Padre e dos atos magisteriais que norteiam tal matéria. Com a graça de Deus, para a formação de seus sacerdotes, a Comunidade conta hoje com três faculdades de teologia e filosofia profundamente fiéis ao Magistério eclesial: Faculdade de Teologia de Lugano (Suíça), Faculdade de Teologia da Universidade da Santa Cruz (Roma) e Faculdade de Teologia da Universidade de Navarra (Pamplona).

Foto tirada no ano de 2018

Fruto da fidelidade de Deus às suas promessas e do desejo da comunidade orante que nunca deixou de clamar por novos sacerdotes para a missão evangelizadora da Igreja no mundo, os últimos dez anos foram permeados pela presença e aumento das vocações sacerdotais na Comunidade, sendo que de 2008, quando era ordenado o primeiro sacerdote, passando pelo ano de 2018, quando a obra contava com a presença de sete ministros sagrados, o ano de 2019 foi iniciado com a ordenação de três novos presbíteros, manifestando um aumento de 43% no quadro de padres, além do crescimento  de aproximadamente 75% do número de candidatos ao sacerdócio presentes nas três missões destinadas à esta formação e também no Brasil.

Em comunhão com toda a Igreja de Cristo, damos graças à Deus pela sua bondade, que sempre nos envia os servos que ele escolhe para conduzir e guiar o seu povo pelos caminhos do Senhor, oferecendo ao mundo os tesouros de Cristo pelas mãos consagradas.

 

Sacerdócio: dom que o Senhor não deixa de oferecer

O dom da vocação sacerdotal é um tesouro precioso concedido pela infinita bondade de Deus e guardado pela Igreja com o máximo de cuidado e respeito, pois ela em primeiro lugar vive deste mistério da fé, se nutre dele. Neste sentido, em todo lugar as instituições eclesiásticas que se destinam à formação dos futuros sacerdotes devem se empenhar em transmitir o imenso patrimônio espiritual, teológico e cultural que constitui o vínculo de união entre os sacerdotes de todos os tempos da Igreja e os sacerdotes de amanhã.

É verdade que as últimas estatísticas direcionadas a compreender o crescimento/decrescimento do número de vocações sacerdotais na Igreja universal acendem um alerta modesto em relação ao caminho que se deve traçar para que este ministério não falta aos que dele necessitam, seja no Brasil que em todo o mundo (cfr. Anuário Pontifício 2018; Annuarium Statisticum 2016).

Reconhecendo o valor infindável e importância do ministério sacerdotal para o desenvolvimento do carisma a ela confiado por Deus, a Comunidade Católica Palavra Viva busca formar seus membros destinados ao ministério ordenado em conformidade com a Tradição da Igreja, na escuta da voz do Santo Padre e dos atos magisteriais que norteiam tal matéria. Com a graça de Deus, para a formação de seus sacerdotes, a Comunidade conta hoje com três faculdades de teologia e filosofia profundamente fiéis ao Magistério eclesial: Faculdade de Teologia de Lugano (Suíça), Faculdade de Teologia da Universidade da Santa Cruz (Roma) e Faculdade de Teologia da Universidade de Navarra (Pamplona).

Foto tirada no ano de 2018

Fruto da fidelidade de Deus às suas promessas e do desejo da comunidade orante que nunca deixou de clamar por novos sacerdotes para a missão evangelizadora da Igreja no mundo, os últimos dez anos foram permeados pela presença e aumento das vocações sacerdotais na Comunidade, sendo que de 2008, quando era ordenado o primeiro sacerdote, passando pelo ano de 2018, quando a obra contava com a presença de sete ministros sagrados, o ano de 2019 foi iniciado com a ordenação de três novos presbíteros, manifestando um aumento de 43% no quadro de padres, além do crescimento  de aproximadamente 75% do número de candidatos ao sacerdócio presentes nas três missões destinadas à esta formação e também no Brasil.

Em comunhão com toda a Igreja de Cristo, damos graças à Deus pela sua bondade, que sempre nos envia os servos que ele escolhe para conduzir e guiar o seu povo pelos caminhos do Senhor, oferecendo ao mundo os tesouros de Cristo pelas mãos consagradas.