[SUIÇA]

Caminho de esperança e de encontro com Deus – Uma semana na comunidade de Taizé.

Deus é o sentido e a razão da vida. Todos os homens procuram por Ele quando buscam a verdade, a beleza e a felicidade com o coração sincero e aberto para acolher o dom de Deus, que é amor e se doa gratuitamente.

Um grupo de jovens, partindo da diocese de Lugano/Suíça, junto a quatro membros da comunidade Palavra Viva, puderam viver essa experiência de encontro com Deus, mas também consigo mesmos e com o próximo, passando uma semana na comunidade de Taizé na França (região de Borgonha), a aproximadamente 450 km de Lugano.

A comunidade de Taizé é uma comunidade singular: fundada por um membro da igreja reformada pouco após a segunda guerra mundial e que há um forte chamado ecumênico, que pode ser visto, entre outros pontos, pela proveniência dos irmãos que nela vivem: ortodoxos, anglicanos, protestantes, católicos; todos unidos no desejo de, em comunhão, viver a experiência cristã.

Durante todo o ano, milhares de jovens visitam essa comunidade, em caravanas ou a sós, provindos de todas as partes do mundo, atraídos pela vida simples dos irmãos, pelo tempo disponível para a meditação e para encontrar respostas para as suas dúvidas, mas também pela possibilidade de conhecer novas pessoas e de viver um encontro com Deus.

Os jovens da diocese de Lugano, bem como os membros da comunidade Palavra Viva, puderam aproveitar de todos os momentos oferecidos pela comunidade de Taizé, como os momentos de oração com os irmãos na igreja, os grupos de partilha e estudo bíblico e os workshops, além de viverem a experiência de fazer algum trabalho durante a jornada, já que quase todas as atividades são feitas pelos próprios jovens que estão naquela semana na comunidade.

O grupo de jovens de Lugano também viveu alguns momentos reservados, como algumas partilhas (em preparação ao sínodo dos jovens de 2018) e uma visita ao antigo mosteiro de Cluny (centro de espiritualidade cristã da Europa na Idade Média). Os membros da Comunidade Palavra Viva ajudaram na animação desses momentos, com cantos, mas também conduzindo as partilhas com os jovens, ajudando-os no percurso espiritual, mas também caminhando junto a eles.