[BRASÍLIA]

De que adianta sermos Cristãos, se não incomodarmos?

 

 

 

 

O Carisma Palavra Viva tem como selo o trabalho com os jovens! E foi na noite do sábado 25 de março, durante a Semana de Missão na Capela São Francisco que aconteceu um dos momentos mais fortes com a juventude.

A noite começou com a celebração da Santa missa, seguida de uma programação voltada especialmente para eles. Primeiro, o grupo de jovens “Magnificat”, da Capela São Francisco apresentou uma peça teatral sobre o Amor de Deus, dando início a um momento de animação.

No intuito de levar aos jovens a um desejo profundo pela perfeição cristã houve um momento de pregação que foi finalizado como uma adoração a Jesus Sacramentado. Foi sendo pregado o que verdadeiramente é ser Cristão. E uma das marcas de um verdadeiro Cristão (graças ao Batismo) é o profetismo. Como consequência, temos a necessidade de estarmos dispostos a sofrer por causa da verdade: por crer na Verdade, por anunciar a Verdade, e no grau mais perfeito, por viver a Verdade.

Por isto os Cristãos sofrem, pois vivendo a verdade, incomodam. Incomodam uma sociedade totalmente viciada pela relatividade e a superficialidade.

O convite foi deixar de sermos Cristãos superficiais, tirar as nossas máscaras, que tanto nos impedem de converter e entregá-las a Deus, e vivermos plenamente a Verdade do Evangelho, fazendo a diferença e incomodando com a nossa vida, pois…

De que adianta sermos Cristãos se não formos diferentes? De que adianta sermos Cristãos, se não incomodarmos?

E de que adianta sermos Cristãos, se não formos Santos?