Slide com plugin cycle
Comunidade Catolica Palavra Viva Comunidade Catolica Palavra Viva Comunidade Catolica Palavra Viva

Contato

 

Lugano

 

14 anos de Missão no continente Europeu

 

Imagem1

 

Em 2017, a Comunidade Católica Palavra Viva celebra seus 14 anos de presença na Diocese de Lugano, Suíça. Com a abertura desta Casa de Missão em 2003, também se dava início ao trabalho evangelizador da Comunidade no território Europeu. Uma região tradicionalmente católica que com esperança acolhia uma nova geração de evangelizadores.

 

Lugano pertence ao Cantão Ticino e o principal centro urbano cantonal da Suíça italiana (a 30 minutos de Itália).  Mundialmente conhecida e frequentada por muitos turistas graças às belas paisagens que possui, das montanhas pré alpinas ao grande lago que a contorna.  Possui uma localização geográfica que a favorece, estando próxima (1h) à cidade italiana de Milão, muito mais que a capital da moda.

 

Esta cidade é também um dos centros de estudo de filosofia e teologia onde –graças à bolsas de estudo- são formados os consagrados e os futuros Sacerdotes da Comunidade, mais especificamente na Faculdade de Teologia, que junto com a Universidade da Suíça italiana, fazem parte do centro universitário de Lugano. É motivo de gratidão a Deus pela oportunidade de formação em uma faculdade profundamente fiel ao Magistério da Igreja, e filiada à Pontifícia Universidade Lateranense (Roma).

 

 É num convento franciscano situado no coração da cidade, o lugar onde acontecem as  nossas principais atividades de evangelização. Celebrações eucarísticas, adorações, anúncio da Palavra e acolhida de peregrinos são alguns dos momentos conduzidos pelos membros da Comunidade.  Também é neste convento que os consagrados residem.

 

Desde o ano 2005, a Comunidade também tem a graça de cuidar das atividades de evangelização do Santuário “Madonna d’Ongero” (Nossa Senhora dos Anjos), que só é aberto nos períodos de verão devido ao inverno rigoroso. É um belo Santuário barroco construído no meio do bosque.

 

Graças à boa localização da Cidade, os Consagrados da Casa de Missão conseguem realizar sua missão evangelizadora também em territórios vizinho: na suíça alemã e francesa, assim como no norte da Itália.

 

Esta experiência de enculturação no velho continente tem sido ainda mais profunda para a Comunidade, devido à interação com os jovens e as famílias da diocese, através dos encontros promovidos e do acompanhamento espiritual de forma pessoal com todos aqueles que buscam um crescimento na sua experiência de Fé dentro da Igreja. A boa acolhida de um povo gentil que acolheu o Carisma Palavra Viva e a sintonia e trabalho conjunto com a Diocese, tem favorecido a experiência da Unidade, e portanto chaves para os frutos missionários desta casa.

 

Alegria e simplicidade: duas palavras que ao exemplo da Virgem Maria- quem cuida de todas as missões da Comunidade Palavra Viva- podem resumir o trabalho missionário durante estes quase 15 anos na bela Lugano. A Seu Filho e a Ela, confiamos todos os frutos que ainda virão com este trabalho mútuo entre a Diocese e a Comunidade.

 

 

 

Retiro espiritual para jovens

 

foto 10

 

Nos dias 10 a 12 de Março, aconteceu o anual retiro espiritual para jovens com don Valério, bispo da diocese de Lugano, Suiça. O encontro aconteceu em uma mosteiro carmelitano que fica no norte da Itália (município de Cassano Valcuvia), próximo da fronteira com a Suiça, com a presença de aproximadamente 50 jovens da diocese de Lugano e de outras regiões da Suiça. O retiro acontece sempre nas primeiras semanas da Quaresma, como uma forma de preparação para uma boa vivência desse tempo litúrgico.

 

Seguindo a reflexão que o bispo está fazendo com os jovens em outros encontros no decorrer do ano, os jovens tiveram a oportunidade de meditar o capítulo 13 do evangelho segundo são Mateus, no qual o evangelista recolhe sete parábolas que Jesus contou para as multidões e para os seus discípulos. Don Valério levou os jovens a entender a dinâmica de Jesus ao contar as parábolas, além de todo o contexto desse episódio: Jesus, em um dia específico (“aquele dia” como escreve o evangelista) sai de casa, vai para a beira do mar e, após chegar as multidões, sobe em uma barca. Essas quatro ações de Jesus mostra o que Ele quis realizar também nesse retiro: um tempo específico, Jesus “escolheu um tempo” para estar junto dos jovens, mas ao mesmo tempo, permanece a uma certa distância, de modo que todos pudessem acolher a mensagem, que está próxima mas ao mesmo tempo toma a distância do mistério, que é a ação de Deus na vida de cada pessoa.

 

Don Valerio chamou cada jovem presente a entrar profundamente em cada palavra desse trecho do evangelho, de modo que, por exemplo, a estrada percorrida pelo semeador quando esse semeava foi interpretada como um local seguro para andar, percorrido já por tantas pessoas (como as estradas da época de Jesus), mas sobre a qual não nasce nenhuma planta. Com isso o bispo convidou os jovens a serem ousados, a não seguirem simplesmente os caminhos que todos fazem, mas a ter a coragem de abrir novos caminhos.

Além dos momentos de reflexão sobre a Palavra de Deus aconteceram também momentos nos quais os jovens foram convidados a permanecer em silêncio para meditar sobre aquilo que tinha sido partilhado, mas também momentos aonde eles puderam fazer grupos para partilhar experiências, buscar responder as perguntas que eram colocadas pelo bispo ao final de cada reflexão e também apresentar novas perguntas que poderiam surgir com as partilhas.

 

Não podiam faltar os momentos de oração, começando o dia com as laudes no sábado e Domingo de manhã; adoração eucarística no sábado a noite; e o auge da vida cristã, a Santa Missa, no sábado e Domingo, momentos animados pelos consagrados da comunidade Palavra Viva.

 

Retiros como esse são momentos aonde se busca um novo impulso para a vivência da vida cristã, sendo um momento de encontro com Deus, com o próximo (principalmente no caso dos jovens suiços um encontro com os amigos e com outros jovens que buscam uma maior profundidade na vida espiritual e que buscam discernir a vontade de Deus em suas vidas), e consigo mesmo. São os motivos pelos quais se faz necessário “retirar-se” um pouco da rotina, do mundo, para encontrar o essencial. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Testemunho do Cardeal Ernest

 

Simoni em Lugano – Suíça

 

 

Imagem1

 

Na sexta-feira (10/03) o cardeal Ernest Simoni, feito cardeal no ultimo consistório de 2016 devido a sua vida héroica como sacerdote após sobreviver a prisão na Albania comunista da decada de 40 veio a Lugano para presidir a celebrações da Via-Sacra e da Santa Missa.

 

Na Via Sacra as meditações se concentravam na vida do discipulo que sofre a perseguição por amor a Cristo e que é chamado a unir-se através da sua vida à vida de Cristo.

 

A Via Sacra foi seguida da celebração da Santa Missa, presidida por sua excêlencia Simoni, onde os consagrados da Comunidade Palavra Viva auxiliaram na liturgia durante toda a celebração, na homília meditou-se sobre a importância da vivência da castidade e do amor a Virgem Maria para a vivência verdadeira do ser cristão no dia-a-dia.

 

Após a Santa Missa os consagrados participaram de uma confêrencia com Monsenhor Ernest onde foi contado um pouco da experiência do cardeal na prisão comunista e todo o seu esforço em viver seu ministério sacerdotal, como as muitas vezes em que celebrou a Santa Missa secretamente, mesmo em meio ao carcére e as agressões dos algozes.

 

Ao final da confêrencia os consagrados de Lugano, em um breve momento, se encontraram com o cardeal e receberam sua benção para a evangelização na Suíça sobre a proteção da Virgem Maria.

 

 

 

 

 

 

 

Alternativa ao Carnaval:

 

Encontro sobre afetividade

 

 Imagem1

 

Nos dias 25 e 26 de Fevereiro aconteceu em Faido, pequena cidade do cantão Tessino – Suiça, um encontro para jovens promovido pela Ação Católica e pela Pastoral da Juventude e que contou com a presença de membros da comunidade Palavra Viva, que ajudaram na animação do encontro e que partilharam as suas experiências de vida e missão.

 

O tema do encontro era “Afetividade”, que tinha por objetivo levar os jovens a viver bem a vida afetiva dentro de uma perspectiva de doação,  buscando a pureza nos relacionamentos e tendo em vista o verdadeiro sentido do amor. Para realizar esse objetivo os jovens foram ajudados por diversas pessoas, entre as quais uma psicóloga, além de um jovem casal que partilhou sobre a sua experiência de iniciar uma família, um jovem universitário que partilhou sobre a Teologia do Corpo de São João Paulo II, um sacerdote paroquial que contou a sua experiência de vida e o chamado vocacional dele, e uma leiga consagrada, que explicou aos jovens sobre a vida consagrada e sobre a sua vocação.

 

Os jovens ainda tiveram a oportunidade de partilhar aquilo que eles conheciam sobre diversos temas ligados à afetividade e sexualidade, ajudados pelas perguntas e reflexões presentes no Youcat (Catecismo da Igreja Católica para os jovens). No sábado à noite aconteceu um momento de adoração, aonde os jovens puderam contemplar Jesus e confiar a Ele os seus corações, sentimentos e as suas vidas.

 

No Domingo de manhã os jovens fizeram um último momento de partilha para fechar o encontro e animaram a missa da paróquia de Faido, na Igreja dos Capuchinhos, trazendo alegria para as pessoas presentes e mostrando a renovação e esperança da Igreja.

 

A realização desse encontro mostra que não se pode generalizar: ainda se muitos jovens, naqueles mesmos dias, estavam no Carnaval, sem saber infelizmente o valor de sua própria afetividade, existem jovens que estão buscando uma vida pura, livre, segundo o desígnio de Deus, que nos criou para amar e ser amados.

 

 

 

 

 

Mais Artigos...

Choose Language